Polícia Militar Ambiental de Campo Grande prende paulista por pesca predatória e apreende 21 kg de pescado

Durante fiscalização fluvial no rio Miranda, visando a prevenção à pesca predatória no município de Anastácio, uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Campo Grande prendeu na sexta-feira (30) à tarde, um pescador paulista de 55 anos por capturar pescado abaixo da medida permitida por lei, durante fiscalização em um pesqueiro, onde havia vários quiosques com pescadores hospedados.

 

Vários pescadores fiscalizados no local tinham pescado legalmente, porém, o infrator havia capturado 42 exemplares de peixes das espécies piavuçu, curimbatá, piau e piraputanga, pesando 21 kg, havendo vários exemplares abaixo da medida permitida pela legislação. O pescado foi apreendido.

 

O infrator, residente em Santa Cruz do Rio Pardo (SP), recebeu voz de prisão e foi encaminhado à delegacia de Polícia Civil de Anastácio, onde foi autuado em flagrante por crime ambiental de pesca predatória, com pena prevista de um a três anos de detenção. Ele também foi autuado e multado em R$ 1.116,00.

Presidente da Assomasul Pedro Caravina defende pacto entre Prefeituras e Câmaras em favor de gestão de excelência

O presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), Pedro Caravina, defendeu na quinta-feira (29), durante seminário em Campo Grande, um pacto institucional entre as Prefeituras,  o governo estadual e as Câmaras de Vereadores  em favor de uma gestão de excelência que venha proporcionar melhor qualidade de vida à população.

 

Caravina abriu ciclo de palestras durante seminário promovido pela UCVMS (União das Câmaras de Vereadores de Mato Grosso do Sul) sobre a Plataforma + Brasil, no Centro de Convenções Rubens Gil de Camillo, na Capital.

 

O dirigente municipalista disse que independente da autonomia das Câmaras no papel de fiscalizar as prefeituras, os vereadores podem auxiliar os prefeitos na tarefa de promover uma gestão mais eficiente.

 

“Fazer gestão com excelência virou uma obrigação para todos nós prefeitos e para os vereadores, que têm de nos auxiliar  a fazer uma administração  eficiente, porque hoje a população está muito mais exigente, cobrando muito mais”, destacou ele, ao falar sobre a importância da Plataforma + Brasil para a captação de recursos para os municípios.

 

Ele voltou a enaltecer as parcerias públicas, a exemplo do que fez no último dia 14 de agosto ao abrir o Fórum de Fortalecimento da Rede + Brasil Etapa MS, ocasião em que disse que não cabe mais administração pública sem excelência de gestão.

 

O presidente da Assomasul lembrou mais uma vez a boa experiência que teve em 2013, ainda no seu primeiro mandato como prefeito de Bataguassu, com o Siconv (Rede de Convênios), o qual, mais tarde, já como presidente da Assomasul, passou para os demais municípios por meio de cursos de capacitação realizados em todas as regiões do Estado.

 

Caravina fala no evento, sendo observado por Jeovani Vieira (esq) e Eduardo Riedel

 

Caravina disse que a ideia daqui para frente é promover seminários regionais sobre a Plataforma + Brasil em cidades-sede em parceria com o governo do Estado e com a União das Câmaras visando capacitar servidores públicos municipais, a exemplo do que foi feito com o Siconv (Rede de Convênios).

 

Também proferiram palestra durante o evento, aberto pelo presidente da UCVMS, Jeovani Vieira, o secretário Eduardo Riedel (Governo),  e o coordenador da Rede + Brasil, Luiz Carlos Morente.