Aprendizagem e cuidado: Olhar atento de gestores levou saúde para estudantes de Campo Grande

Viver em uma cidade onde os gestores públicos se unem para oferecer saúde com mais qualidade para a população tem sido uma realidade na Capital de Mato Grosso do Sul. O trabalho desenvolvido através da parceria Juntos por Campo Grande, possibilitou o aumento do número de leitos, ampliou repasses, e também levou saúde para as escolas.

 

O olhar humanizado da gestão, identificou que cerca de 15% a 20% dos alunos da rede pública possuíam problemas de visão ou audição que prejudicavam o desempenho escolar das crianças. Assim, a Caravana da Saúde, que desde 2015 leva saúde para mais perto das pessoas de todo Estado, foi estendida para as escolas estaduais e municipais em 2018.

 

Usando os óculos que ganhou na Caravana, Ana conta que antes, enxergava o quadro todo embaçado

 

Já pensou olhar para o quadro, e enxergar tudo embaçado? É assim que a estudante Ana Cristina Flores de Oliveira, de 12 anos, descreve a situação que antecedeu a passagem da Caravana pela escola Doutor Arthur Vasconcelos Dias, na região do Segredo. “Tinha dificuldade”, afirma a menina que faz o 6° ano B. “Antes eu já tinha óculos, e foi para aumentar o meu grau”.

 

Para Maria,  ação que veio para ajudar as famílias

Maria Flores, conta que a filha usa óculos há quatro anos, e possui o mesmo problema de visão que ela. “Hipermetropia e estigmatismo, então a gente não vai deixar de usar o óculos mais né? Então a cada ano, é uma consulta, um óculos novo, uma armação nova”. Maria afirma que o orçamento da nova receita já estava em mãos, porém, esperando o melhor momento financeiro para aquisição. “Ficou muito caro. Aí quando ela falou: mãe a caravana vem e vai me dar um óculos novo! Falei assim, ah, gloria a Deus porque é uma despesa a menos” descreve.

 

Quando o assunto são as notas na escola, Ana faz uma avaliação positiva. “Ah, depende né? Porque quando a gente tem uma nota difícil na matéria a gente tenta se esforçar para melhorar”. A mãe confirma, e agradece a iniciativa. “O desempenho dela melhorou, porque antes, sentia dores de cabeça, devido a falta de ver o quadro. Acho que essa ação veio para ajudar a família. Não é verdade? Hoje está tão difícil, você quer dar uma estrutura boa, uma coisa melhor para os teus filhos. Isso foi maravilhoso para nós”, afirma.

 

Governador Reinaldo Azambuja durante entrega de óculos para estudantes

 

Além da qualidade do ensino, os alunos da rede publica precisavam desse cuidado, avalia o governador Reinaldo Azambuja. “A Caravana da Saúde nas Escolas é uma forma que encontramos de dar qualidade de vida e melhorar o aprendizado dos alunos da rede pública. Fazer os exames, identificar a necessidade de cada um e fornecer os óculos para os nossos estudantes, é dar condições de igualdade a todos”, pontua.

 

A Caravana da Saúde nas Escolas passou por 147 instituições de

 

ensino de Campo Grande, fez a triagem com 42 mil estudantes do 4° ao 7° ano, e realizou exames específicos com 29 mil. Do total de alunos, 6.559 apresentaram alguma alteração visual ou auditiva, e 3.904 receberam óculos.

 

Enxergar bem é essencial para aprender bem, conforme estimativa da Organização Mundial de Saúde. Porém de acordo com a Academia Americana de Oftalmologia (AAO), um em cada cinco alunos sofre algum problema visual como miopia, hipermetropia, estrabismo e outros fatores.

 

Fonte: Texto e fotos Governo de MS

 

Destaques

Foto da semana – Aquário Natural – Baía Bonita (Bonito)

site http://www.aquarionatural.com.br