Defensoria Pública de MS participa de documentário sobre crianças indígenas retiradas das mães e levadas para abrigos

Produzido pelo jornal independente Le Monde Diplomatique Brasil e Muzungu Produções, o documentário “Negligência, de Quem?” tem a participação da Defensoria Pública de Mato Grosso do Sul.

 

Lançado na terça-feira (24), a produção discute a problemática de mães indígenas que tiveram seus filhos retirados da convivência familiar e encaminhados a abrigos.

 

Dra Neyla Documentário Negligência de quem

Coordenadora do Nupiir, defensora pública de Segunda Instância Neyla Ferreira Mendes.

 

A defensoria Pública é representada no documentário por meio do Núcleo Institucional de Promoção e Defesa dos Povos Indígenas e da Igualdade Racial e Étnica (Nupiir), com a defensora pública de Segunda Instância e coordenadora Neyla Ferreira Mendes.

 

A coordenadora destaca no vídeo o emblemático caso da indígena Élida, que teve seu filho retirado com apenas oito dias de vida sob suspeita de que ela não era a mãe do recém-nascido.

 

“O DNA que exigiram dela deveria ter sido feito imediatamente, mas levou dois anos e, mesmo ela provando que era a mãe, afirmaram que a criança não seria devolvida porque estava acostumada com as ‘boas condições oferecidas’ no abrigo”, ressalta a defensora pública.

 

O documentário “Negligência, de Quem?” pode ser conferido na íntegra aqui.

Destaques