Pesquisa mostra intenção de compra de 73% dos consumidores de Campo Grande para o dia das crianças

O Dia das Crianças está se aproximando e o Procon Campo Grande realizou uma pesquisa de intenção de compra para a data, com 200 consumidores da área central, incluindo o Pátio Central Shopping e no Shopping Campo Grande. O levantamento mostrou que 73% dos consumidores pretendem presentear na ocasião. O estudo também apontou que 89% consideram que os presentes estão mais caros em relação ao ano passado, e apenas 11% consideram estar na mesma média de preço.

 

Os presentes de maior preferência incluem roupas (28%), bonecas (16%), carrinhos (16%), calçados (14%), eletrônicos (11%), vídeo game (7%), jogos de montar (6%) e outros (2%).

 

Tendo em vista a pandemia da Covid-19, 44% pretendem gastar menos de R$ 100,00; 44% entre R$ 100,00 e R$ 200,00; 9% entre R$ 200,00 e R$ 500,00 e 2% acima de R$ 500,00.

 

Em relação aos gastos de 2020 com o presente do Dia das Crianças e devido a pandemia em 2021, a maior parte dos consumidores (78%) pretendem gastar menos e 18% têm a intenção de gastar o mesmo valor, e 4% pretendem gastar mais. Caso o cenário econômico estivesse normal, 59% dos entrevistados gastariam entre R$ 100,00 e R$ 200,00; 21% menos de R$ 100,00; 16% entre R$ 200,00 e R$ 500,00 e 4% acima de R$ 500,00. A pesquisa mostrou ainda que 27% dos consumidores pretendem realizar a compra do presente no comércio popular, 25% no shopping center, 20% pela internet e 14% ainda não sabe onde comprar.

 

Outro fato constatado durante a pandemia foi o aumento dos golpes e fake news, um das razões pelas quais  71% dos abordados preferem fazer compras em loja física, sendo que 29% preferem a compra pela internet.

 

O Procon também constatou que 57% das pessoas pretendem fazer pesquisa de preço, 27% ainda não sabe e 16% não irão fazer pesquisa. No quesito pagamento, 51% dos consumidores irão pagar à vista, o que é recomendado pelo subsecretário do Procon Campo Grande, Cleiton Thiago, com o intuito de evitar dívidas e superendividamento.

 

Vários fatores pesam na escolha do presente ideal, sendo alguns deles: promoção e ofertas (47%), preço do produto (22%), atendimento (11%), influência da criança (10%), diversidade de produtos (7%) e ponto de venda (3%).

 

Em relação aos gastos de 2020 com o presente do Dia das Crianças e devido a pandemia da Covid-19 em 2021, apurou-se que o cenário econômico impacta na intenção de compra fazendo que o consumidor reflita sobre os valores gastos, preferindo manter a tradição de presentear, porém gastando até R$ 200,00.

 

É importante ressaltar que ao ir à loja física deve-se seguir os protocolos de biossegurança, usar máscara, higienizar as mãos e distância segura entre as pessoas para evitar o contágio do coronavírus.

 

Mais detalhes da pesquisa podem ser acessados no endereço eletrônico http://www.campogrande.ms.gov.br/procon/downloads/tabela-de-grafico-intencao-de-compras-dia-das-criancas/

 

 

 

Destaques