Doutorando da Universidade da Grande Dourados recebe prêmio por pesquisa sobre pragas do algodoeiro

Na Universidade da Grande Dourados (UFGD), o manejo de pragas do algodão é tema de pesquisas há mais de três décadas. No dia 26 de agosto, um dos pesquisadores ligados ao Programa de Pós-graduação em Agronomia da Faculdade de Ciências Agrárias, o doutorando Danilo Renato Santiago Santana, recebeu uma premiação no 12º Congresso Brasileiro do Algodão, devido à relevância científica de seu artigo intitulado “Competição intra e interespecífica de lagartas de Helicoverpa armigera e Spodoptera frugiperda”. O artigo apresenta parte dos resultados das pesquisas de campo, cujos dados e análises compõem a tese de doutoramento que Danilo está finalizando. Como prêmio, o doutorando receberá o todas as despesas de passagens, estadia em hotel, alimentação e inscrição gratuita para participar do 13º Congresso Brasileiro do Algodão, que acontecerá em 2021.

 

Para o diretor da FCA, professor Guilherme Bíscaro, a premiação de Danilo Santana, que é orientando do professor Paulo Degrande, é repleta de méritos. “Esse é o reconhecimento de um profissional bastante empenhado e dedicado ao seu trabalho. Danilo foi egresso de graduação em na Unigran, iniciou-se na pesquisa  como estagiário da Embrapa Agropecuária Oeste, fez o Mestrado e está na fase final do Doutorado aqui conosco. Essa premiação é igualmente importante para o Programa de Pós-graduação em Agronomia da FCA e da UFGD. O sucesso de nossos acadêmicos é também o nosso sucesso”, afirma Guilherme.

 

25 anos de pesquisa

 

Danilo recebe bolsa da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior  (Capes), o que garante a sua disponibilidade para executar o trabalho necessário para realizar as pesquisas. Além da bolsa, também foram fundamentais para a pesquisa a existência da estrutura do Programa de Pós-Graduação e do Laboratório de Entomologia Aplicada – este construído com financiamento da Finep, em projeto de 2001.

 

“Agora em 2019 o Programa de Pós-graduação em Agronomia faz 25 anos, e durante todo esses anos ele tem contribuído para o desenvolvimento da agricultura regional e nacional, pois nossos egressos se estabeleceram em diversas empresas privadas e públicas que compõe a cadeia produtiva do agronegócio. As pesquisas aqui geradas repercutem diretamente na vida do produtor, pois possibilita a difusão de novas tecnologias e o aperfeiçoamento das que já são largamente empregadas, com foco em Sustentabilidade”, enfatiza o diretor da FCA.

 

Para Danilo, o Programa de Pós-graduação da UFGD representa a oportunidade de se tornar um pesquisador e contribuir com a agricultura em seus aspectos econômicos, ecológicos e éticos. “A pesquisa é a base que abre caminhos, através da pesquisa podemos trazer aos produtores rurais a tecnologia e a inovação necessária para o bem do País”, argumenta o doutorando. Além do Danilo e do professor Paulo, são co-autores do trabalho o Elmo Pontes de Melo e José Bruno Malaquias.

 

O Brasil é o segundo maior exportador mundial e quarto maior produtor desta fibra natural, e o Mato Grosso do Sul é um dos 4 Estados que mais produzem no país. Dentre os fatores que comprometem o rendimento e a qualidade da produção do algodão no Brasil, incluindo o estado de Mato Grosso do Sul, é a incidência de pragas, cujas pragas estudadas no trabalho premiado são importantíssimas sob o ponto de vista de manejo da cultura.

 

 

Fonte: UFGD

Destaques

Foto da semana – Aquário Natural – Baía Bonita (Bonito)

site http://www.aquarionatural.com.br