Comunidade Escolar do Polo Sebastião Rolon é a contemplada número Mil do Programa ‘Ilumina Pantanal’

A Comunidade Escolar do Polo Sebastião Rolon – Extensão Nazaré, da região dos Paiaguás no Pantanal, recebeu na última quarta-feira, dia 24/10, equipes da Energisa, autoridades e parceiros para finalizar as comemorações do mês do Pantanal – Novembro, com o marco do cliente número mil do Programa ‘Ilumina Pantanal’.

No mural feito pelos alunos que detalha o “Brasil que elas querem”, a esperança de muitas crianças: ‘menos queimadas, cuidado com a terra, mais merenda, respeito às culturas, menos preconceito, mais escolas e inclusão, inclusão essa que pode ser traduzida pela chegada da energia as famílias da região, considerada uma das mais carentes do pantanal.

Dona Dina Angélica Nunes e o esposo, seu Alcides souberam pouco antes do evento começar que eram o milésimo cliente da concessionária a receberem energia elétrica. O casal, nascido e criado no meio do pantanal sonhavam com uma geladeira; conquista que também foi realizada, por meio da doação feita pelo Programa de Eficiência Energética para 200 famílias da região.

“A Energisa é pioneira na universalização do Pantanal, e foi rompendo barreiras que chegamos aos lugares onde as pessoas mais precisam. É energia limpa e tecnologia à serviço dos ribeirinhos, demais comunidades pantaneiras e produtores rurais para a preservação do meio ambiente e fomento do potencial produtivo turístico”, disse o coordenador do projeto, Heber Selvo.

Em tom aconchegante de quem visita sempre o local, a solenidade foi conduzida pelo coordenador do projeto Ilumina. O diretor técnico da Energisa, Paulo Roberto dos Santos e o gerente do departamento de manutenção e construção, Rodolfo Pinheiro, que também conhecem a região participaram do evento, bem como o secretário adjunto da SEMAGRO, Ricardo Sena e a presidente do CONCEN, Rosimeire Costa.

“Somos muito técnicos, mas o que a gente encontrou aqui vai além da formação de qualquer engenheiro eletricista. Muito mais do que levar luz para o Pantanal, a iniciativa da Energisa leva qualidade de vida e mais esperança para a comunidade. Esse projeto mudou o conceito do que era apenas o desafio de conseguir o recurso financeiro. Descobrimos que era muito mais do que isso porque esse projeto tocou no coração das pessoas. É uma integração que se tornou uma inclusão social e se transformou no cuidado ao bem-estar de cada um de vocês que aqui vivem, destacou o diretor técnico da Energisa, Paulo Roberto dos Santos.

Energisa conquista prêmio mundial na Inglaterra

O Projeto Ilumina Pantanal, do Grupo Energisa foi o grande vencedor na última quarta-feira (24/11) da premiação internacional Solar & Storage Live Awards 2021 sobre inovação e geração solar, que aconteceu em Birmingham, na Inglaterra.

O prêmio é concedido pela Solar Energy UK, uma organização britânica sem fins lucrativos que representa toda a cadeia de valor do armazenamento solar e de energia, liderada por membros de mais de 230 empresas e associados.

O desafio de universalizar a energia elétrica no pantanal sul-mato-grossense de forma sustentável, surgiu para a Energisa em 2015 a partir de um projeto de Pesquisa & Desenvolvimento para um amplo levantamento sócio, econômico e ambiental da região, estudando várias alternativas de eletrificação e buscando as mais modernas tecnologias mundiais de baterias e equipamentos para avaliar a que melhor se adequada ao bioma.

O gerente de planejamento da Energisa Mato Grosso do Sul, Antonio Matos, participou da cerimônia representando o Grupo. “Essa premiação reforça que acertamos. Hoje vemos o resultado de um trabalho que além de inovar, vem transformando a realidade de muitas famílias. Fico muito feliz de receber na Inglaterra em nome do Grupo Energisa esse troféu.

Destaques

Política

Pais solteiros recebem R$ 4,1 bi em retroativo do auxílio emergencial

Os pais solteiros chefes de família que receberam as cinco primeiras parcelas do auxílio emergencial em 2020 receberão pagamento retroativo. O presidente Jair Bolsonaro assinou nesta sexta-feira (24) medida provisória com crédito extraordinário de R$ 4,1 bilhões para o Ministério da Cidadania pagar parcelas antigas em dobro após a derrubada de um veto pelo Congresso Nacional […]